VOLTAR

CASES

JP MORGAN

O estudo – Segmentação em Inclusão Financeira no Brasil

A Plano CDE e o Centro de Estudos de Microfinanças e Inclusão Financeira-FGV conduziram o estudo “Segmentação em Inclusão Financeira no Brasil”, com o apoio do J.P. Morgan Chase Foundation.
A pesquisa foi realizada com 1.500 pessoas das classes CDE no Brasil e, a partir de uma segmentação produzida pela metodologia GoM (Grades of Membership), identificou três perfis de comportamento financeiro das classes CDE.
Foram realizadas etnografias com pessoas de diferentes perfis, para identificar os desafios de microfinanças, inclusão e educação financeira da população de baixa renda no Brasil.

Resultados

Identificamos três perfis comportamentais em relação à inclusão financeira e organização do dinheiro nas classes CDE no Brasil:

  • CONSERVADORES

Com menor escolaridade, é o perfil que mais se preocupa em manter o nome limpo. É um grupo que prefere reduzir seu consumo para evitar qualquer dívida. Desconfiado, é avesso à tecnologia e, quando pode, evita relacionamento bancário.

  • DESORGANIZADOS

Geralmente com filhos menores, é um perfil que não consegue organizar suas contas. Como tem rendas variáveis, muitas vezes se perde na organização financeira e se endivida. Seu principal desafio é de educação financeira.

  • PLANEJADOS

Um grupo que consegue poupar e construir ativos. Têm dificuldade de conseguir crédito e financiamentos, e se sentem abandonados pelos bancos, mesmo sendo bons pagadores. Desafio é encontrar esse perfil para oferecer melhores produtos.

CONFIRA OS RESULTADOS DA PESQUISA 

VEJA O VÍDEO DA PESQUISA ABAIXO